Série Poesias de Portugal: Douro

serie-poesias-de-portugal-alentejo
Série Poesias de Portugal: Alentejo
28 de outubro de 2018
Exibir tudo

Série Poesias de Portugal: Douro

serie-poesias-de-portual-douro

A região do Douro é considerada a mais antiga do mundo.
Em se falando da conhecida demarcação.
Pois é ali que se produz um vinho fortificado,
Com características únicas- o PORTO!!! – uma paixão!

Desde que a região do Douro
Começou a produzir vinhos de qualidade,
A paisagem foi transformada num belo vale

E mereceu, da UNESCO, a classificação de Patrimônio da Humanidade!

O terreno acidentado e os montes escarpados
Que outrora pareciam de cultivo impossível,
Foram modelados pela mão humana

Numa impressionante escadaria coberta de vinhedos-incrível!
O Rio Douro, seus afluentes e algumas serras

Que serpenteiam a região, protegem a província de intempéries violentas,

Cuidam com carinho do Douro, como mãe extremosa,
Criando as condições ideais para a produção de uvas suculentas!

A abundância de castas no Douro é notável,
Conta-se que existem em torno de cem.

Algumas das videiras mais antigas permitem produzir vinhos
Com uma estrutura e complexidade únicas, também!
Nas uvas tintas destacam-se a Touriga , Bastardo,
Turisca, Sousão, Tinta Cão, Tinta Fresca, nos bons vinhos.
Nas brancas, a Malvasia Fina, Verdelho, Rabigato,
Gouveio, Códega, não se esquecendo da boa Viosinho!
As cinco castas mais bem adaptadas ao Douro são:
Touriga Franca, Tinta Barroca, Touriga Nacional,
Tinta Cão e Tinta Roriz, além de outras,
Todas bem conhecidas, rótulo tradicional!
Existe um outro grupo de castas, completando o lote,
Que também podem ser usadas nos vinhos da região.
São “autorizadas” , reconhecidas, valem tanto para o Porto,
Quanto para os vinhos de mesa-assinadas pela legislação!

Vamos degustar, então?

Por Gabriela Bigarelli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *