O que você sabe sobre a produção de vinhos no Brasil?

comer-beber-e-desfrutar-souk-burger
Comer, Beber e Desfrutar: Souk Burger
28 de setembro de 2017
comer-beber-e-desfrutar-las-chicas3
Comer, Beber e Desfrutar: Las Chicas – Gourmet Garage
5 de outubro de 2017
Exibir tudo

O que você sabe sobre a produção de vinhos no Brasil?

o-que-voce-sabe-sobre-a-producao-de-vinho-no-brasil

Já parou para pensar como começou a história do vinho aqui no Brasil?​ Em 1532, foram trazidas as primeiras videiras, junto à expedição colonizadora de Martin Afonso de Souza.

No nosso país, a viticultura ocupa uma área de aproximadamente 77 mil hectares, com vinhedos estabelecidos desde o extremo sul do país, até regiões bem próximas do equador. E a produção de uvas fica em torno de 1,2 toneladas por ano! Cerca de 45% dessa produção é destinada à produção de vinhos e sucos, e 55% são comercializadas como uva de mesa.

A produção de vinhos no Brasil

O vinho brasileiro está sendo reconhecido em muitos lugares do mundo! O Brasil tem sido responsável por uma produção de vinhos de grande qualidade. Atualmente, também foi considerado uma das melhores regiões para o cultivo de uvas destinadas a produção de espumantes. Hoje, o Brasil exporta vinhos para cerca de 22 países! ​

Desde o início da minha trajetória como sommelière, procuro defender a qualidade do vinho brasileiro, e sempre tê-los nas cartas assinadas por mim.

Produtores Brasileiros 

Hoje, vou falar de quatro produtores brasileiros que tenho o maior apreço, e você pode encontrá-los no meu Restobar, Terço.  

1) Vinícola Pizzato 

Localizada em Bento Gonçalves-RS, na região do Vale dos Vinhedos, a família, vinda da Itália, onde já produziam vinhos, chegou ao Brasil no ano de 1880, e o amor e a dedicação pela uva fez com que o cultivo das parreiras fosse levado a diante. O que antes era produzido apenas para o consumo da família mudou em 1998, quando o sonho da família em comercializar o vinho se tornou realidade. 

O vinho da Pizzato elaborado a partir de uvas selecionadas de vinhedos próprios, utilizando controles apurados em todas as etapas de produção. São utilizadas equipamentos e técnicas modernas na elaboração dos vinhos, desde o processo de desengace e do esmagamento da uva com equipamentos adequados. A fermentação é feita com controle de temperatura e uso de leveduras selecionadas.

A Pizzato Vinhas e Vinhos é uma vinícola com muita personalidade, e tem sido muito premiada desde o início. Seus vinhos tiveram reconhecimento, com destaque em avaliações nacionais e internacionais.

2) Vinícola Herman 

Localizada na Serra Gaúcha, a marca Hermann foi criada pelos proprietários da importadora Decanter. A família trouxe todo seu conhecimento de diversas regiões vinícolas do mundo para a esfera da produção de vinhos, apostando no potencial dos melhores terroirs da região sul do Brasil.

A vinícola é totalmente orgânica (possui certificação desde 2012), e tem como enólogo consultor, o português Anselmo Mendes. ​Com 21,2 hectares de vinhedos, estão situados a 430 metros de altitude, na Serra do Sudeste.

Os espumantes são produzidos em parceria com a Vinícola Geisse e os vinhos tranquilos em vinícola própria.

 3) Vinícola Don Abel 

Esta é outra joia da Serra Gaúcha! A Vinícola Don Abel foi inaugurada em 2005, e desde então, esta vinícola boutique vem se destacando no meio da vitivinicultura pela excelência em seus produtos. A alta tecnologia aliada ao processo artesanal é a combinação perfeita para a produção vitivinífera. O resultado são vinhos únicos, surpreendentes e de qualidade inigualável, premiados nacional e internacionalmente.

Os vinhedos são localizados a cerca de 800m de altitude, são privilegiados pelas ótimas condições de plantio, solo e clima, o que torna a região propícia para o cultivo de uvas finas.

 4) Vinícola Guaspari 

Já falei outras vezes da Guaspari aqui . Localizada no interior de São Paulo, em Espirito Santo do Pinhal, é dona de vinhos de alta qualidade, elogiados e premiados internacionalmente! Os vinhos mais conhecidos são os da uva Syrah: “Vista do Chá” e “Vista da Serra”.

Tudo começou em 2006, quando a família, que já produzia café, decidiu dar início à viticultura na fazenda. Os primeiros vinhos só chegaram ao mercado em 2014. Hoje, com 50 hectares de vinhedos próprios, graças ao clima seco no período de maturação e colheita, há pouca (ou nenhuma) necessidade de irrigação ou de uso de defensivos agrícolas. O processo é bastante artesanal, e o resultado são vinhos excepcionais. 

 

E você, aprecia um bom vinho brasileiro? Tem algum preferido? Deixe sua recomendação nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *